Poetinha

Em 101 coisas sobre mim + reloaded falo que Soneto do Amor Total é meu poema favorito.

É Vinícius. O maior. O melhor.

Acho que poucos conhecem o soneto (o Soneto de Fidelidade é o mais conhecido), então aqui vai, escrito e falado pelo próprio Poetinha!

 

Soneto do Amor Total

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Amo-te tanto, meu amor… não cante
O humano coração com mais verdade…
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade

Amo-te afim, de um calmo amor prestante,
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente,
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim muito e amiúde,
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.

Rio de Janeiro, 1951.

Leave us a Message

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.