Divagações

Há exatamente um ano atrás estávamos eu e L jantando em um restaurante na Lila Torg, em Malmö, quando ele me perguntou se eu acreditava em Deus. Foi a primeira vez que tive que verbalizar e a resposta, verdadeira naquele momento, foi “não sei”.

De lá pra cá muita coisa mudou e se hoje em qualquer lugar ele me fizer a mesma pergunta a resposta será outra, também verdadeira.

As pessoas têm medo de questionar, de duvidar, mesmo que seja para não mudar. Têm medo de experimentar, explorar, se aprofundar. Mais fácil aceitar as coisas prontas e julgar, rotular os que questionam, que ousam, que experimentam.

A foto é daquele 12 de junho de 2015.

E a resposta é não, não acredito em Deus.

—-

Digressions (or Ramblings)

One year ago L and I were having dinner in a restaurant at Lila Torg, in Malmö, when he asked me if I believed in God. It was the first time I had to verbalize and the answer, true at the time, was “I don’t know”.

Since then much has changed and if today he asks me the same question the answer will be another, also true.

People are afraid to question, to doubt, even if it’s not to change. They are afraid to experiment, explore, deepen. It’s easier to accept things done and judge, label those who question, who dare, who try.

The photo was taken at that June 12, 2015.

And the answer is no, I do not believe in God.

12 Jun 2015

Leave us a Message